Estreia do espetáculo Criança de todas as cores

Em clima de muita expectativa e alegria estreou no dia 18 de outubro o espetáculo cênico-musical Crianças de Todas as Cores no Espaço Cultural Maria Monteiro, com uma reapresentação no dia 19. Crianças de Todas as Cores é o resultado pedagógico do Projeto Allegro: Música e Cidadania do CPTI, que propiciou o envolvimento e a integração de educandos das unidades Vila Mendonça, Regina Amélia e Shalon e das várias oficinas, como a de teatro e ballet.

O espetáculo contou com mais de 400 pessoas assistindo nos dois dias, entre crianças, adolescentes, adultos e idosos, e foi de muita emoção para os responsáveis dos educandos, amigos e comunidade que estiveram presentes.

Erica Fernanda de Sousa Martins, responsável pela educanda Isabela Martins Cavalcanti, destaca a preparação e a organização do espetáculo. “Gostei muito, fiquei orgulhosa pela preparação, fiquei bem contente pela união. A gente viu que todo mundo participou e muita gente se ajudou”, afirma.

 

Das oficinas para o palco

A educanda Joyce Fernanda Diniz Bisco participou do coral, ballet e de uma encenação que recitava a música da cor preta,  cantada em seguida. Para Joyce, a maior dificuldade foi a cena, chegou a realizar aulas de teatro com Julia Cavalcanti, diretora do espetáculo e Ricardo Soares, educador do Allegro. “Foram aulas para articular a fala, para quando chegar lá, não falar bem baixinho, para falar bem alto para todo mundo ouvir”, explica.

Laísa Maria Pereira, a  personagem Joana, conta que demorou para decorar os textos da peça e o que ajudou foi a dica que recebeu da educadora Cássia Regina. “Ela disse para antes de dormir ler todo o papel, que a mente vai descansar e memorizar. No dia seguinte ler de novo. E deu certo, eu consegui”, explica. Assim como Joana se aventura na história de Miguel, Laísa se entrega na hora de viver a personagem. “Quando entrei no palco minha cabeça esvaziou, não lembrava mais do mundo. Entrei na personagem, virei a Joana”, conta.

O Projeto Allegro do CPTI conta com o patrocínio das empresas Mahle, GKN Sinter Metals, ArcelorMittal Gonvarri e Afiadora e Facas Campinas, por meio da lei de incentivo ProAC ICMS.