Dia de Doar

with Nenhum comentário

 

Nacionalmente, no mês de novembro, comemora-se o “Dia de Doar” e, em 2018, ele aconteceu no dia 27. O dia ficou conhecido para as ONGs realizarem ações e mobilizarem recursos, através de empresas e pessoas físicas, além de promover a cultura de doação no Brasil e no mundo.

Há cinco anos o Dia de Doar é realizado no Brasil e as instituições, a cada ano, renovam o material para colocar em prática as doações. E neste ano, o CPTI além de realizar uma campanha nas redes sociais, contou com o apoio e a divulgação da Digital Influencer Tábata Boccatto na sua rede pessoal.

A data é um marco importante, mas as doações para o CPTI podem ser realizadas a qualquer época do ano. Qualquer valor é bem vindo e o doador pode optar pela ‘doação recorrente’, ou seja, programar uma quantia mensal para doar para a instituição. Além de recursos financeiros, o CPTI também recebe doações de alimentos, produtos de higiene e limpeza, materiais e jogos pedagógicos.

Para doar, acesse o link http://www.cpti.org.br/pdic/?portfolio=dia-de-doar-no-cpti

 

Melhores Ongs 2018

with Nenhum comentário

O mês de novembro no CPTI foi iniciado com grandes realizações. No primeiro dia do mês, a vice-presidente Miriam Moreira e a gerente de Mobilização de Recursos e Comunicação, Fabíola Cavalcanti, foram até São Paulo, no teatro do MAM – Museu da Arte Moderna, para receber em mãos, o prêmio das 100 Melhores ONGs do Brasil, pelo segundo ano consecutivo.

O Instituto Doar e a Rede Filantropia, em parceria, realizaram a escolha das 100 ONGs entre 2.500 inscritas, entre as mais de 800 mil instituições em atuação no país. Os critérios de escolha foram: Causa e Estratégia de Atuação, Representação e Responsabilidade, Gestão e Planejamento, Estratégia de Financiamento e Comunicação e Prestação de Contas.

Para a instituição receber o premio é o reconhecimento do trabalho exercido ao longo dos anos, além de ser um incentivo para continuar e aperfeiçoar a cada dia. Para Miriam, é uma honra participar do evento e receber o prêmio em nome do CPTI. “O reconhecimento do trabalho realizado nesses 26 anos nos enche de orgulho e reforça a importância de seguir em frente, vencendo as dificuldades e servindo à sociedade de maneira digna”, conta a vice-presidente.

 

Noite de arte no CPTI

with Nenhum comentário

No dia 26 de outubro o CPTI e o Ballet Harmonia apresentaram a primeira Noite de Arte na instituição. Com a união dos projetos Allegro: Música e Cidadania e Dança e Cidadania, respectivamente, a noite ofereceu muita música, dança e até uma peça teatral elaborada pelos educandos da unidade Regina Amélia.

As famílias presenciaram as coreografias de ballet “Valsa das Amigas”, “Pequenos Bombons” e “Primavera” apresentadas por educandos (as) da instituição. As músicas foram apresentadas pelos educandos do Allegro, com canto e quarteto de cordas. Já a intervenção teatral foi de conscientização com o próximo, com quatro adolescentes que participam das oficinas de teatro.

De acordo com Thiago Lusvardi, psicólogo e responsável pelo acompanhamento do projeto “Dança e Cidadania” dentro do CPTI, as crianças e adolescentes descobrem capacidades e condições que não acreditavam ter e nem suas respectivas famílias. “Oportunizar um espaço como a noite de artes, para que seja apresentado aquilo que diariamente nossos educandos aprendem e realizam aqui é dar visibilidade e reconhecimento a esse empenho, dedicação e potencial criativo de nossas crianças e adolescentes”, destaca.

Thiago ainda descreve a integração do evento com o trabalho oferecido no CPTI, que é o convívio e fortalecimento de vínculos. “A falas dos famíliares, ao final da apresentação, dizendo que deveríamos oferecer mais momentos como aqueles, nos mostram que investimento nesse tipo de ação está em conformidade com o que as famílias gostam, querem e buscam”, completa.

Para Lúcia Teixeira, diretora do Ballet Harmonia, “a Noite de Arte foi importante para proporcionar aos atendidos pelo CPTI e seus familiares, um contato mais próximo com a música e a dança. O retorno foi possível de ser verificado pelos depoimentos de quem esteve na plateia e os pedidos para que aconteçam mais eventos desse tipo.” Lúcia destaca ainda que é “muito importante também para nossos alunos poderem exercer sua arte e apresentá-la à sua Comunidade, o que lhes dá muito orgulho”, explica.

 

Destinação pelo Imposto de Renda

with Nenhum comentário

Das inúmeras formas de apoiar financeiramente o CPTI, uma delas é por meio da destinação de imposto de renda, tanto de pessoa física quanto jurídica. O processo simples facilita ao destinador contribuir com uma causa social. O benefício para a empresa é saber onde está sendo aplicado o dinheiro, poder acompanhar o trabalho desenvolvido e o retorno sobre o investimento.

De acordo com a gerente de Mobilização de Recursos e Comunicação, Fabíola Cavalcanti, a destinação acontece por meio do FMDCA Campinas – Fundo Municipal de Direitos da Criança e do Adolescente, até o último dia útil do ano. ”A empresa que declara pelo lucro real, pode destinar até 1% do imposto de renda devido. Já a Pessoa Física que declara pelo modelo completo também pode fazer a destinação considerando o limite de até 6% do imposto devido. O processo é bem simples, realizado diretamente pelo site FMDCA, selecionando “nova doação” e a ONG CPTI”, explica.

Fabíola destaca ainda que “O destinador terá o direito de estampar o nome e/ou a logomarca da empresa, no site e redes sociais do CPTI, com a classificação como apoiador e patrocinador, de acordo com o valor do aporte”.

O passo-a-passo sobre a destinação pode ser acessado pelo site do CPTI: http://www.cpti.org.br/pdic/?page_id=434

 

Gincana com famílias

with 1 comentário

No dia 22 de setembro, aconteceu a primeira gincana com as famílias da unidade Vila Mendonça do CPTI. Em uma tarde bem ensolarada, as famílias se reuniram na quadra da Vila Mendonça para brincar, interagir e se divertir.

Com a orientação da educadora Karine, as famílias se dividiram em dois grupos: verde e amarelo. A última brincadeira realizada foi a caça ao tesouro, com 17 dicas espalhadas pelo CPTI. Todas as crianças e pais participaram para achar a última pista, que estava escondida em um “baú” na biblioteca. E a lição que a brincadeira passou foi que família é o maior tesouro que podemos ter. E claro, uma caixa de balas para adoçar o dia.

Para Itamar Pereira Costa de 11 anos, educando do CPTI há quatro anos, o sentimento foi de alegria. “Gostei da caça ao tesouro, os dois grupos procurando junto as pistas. Foi bem legal”.

Além da atividade, ainda foi servido um café da tarde para interação e a decoração que contou com frases sobre união, família e amor. Para Daniela Cavaletti, assistente social da Vila Mendonça, a atividade trouxe o fortalecimento de vínculos entre as famílias. “Foi um momento de integração onde brincando refletimos os valores tão importantes para a vida: respeito, cooperação, diálogo e participação”, comenta.

 

Mais atividades familiares

Além da gincana, a equipe realizou um café da manhã com os responsáveis para fortalecer o trabalho. Diversas atividades estão sendo realizadas objetivando a união das famílias e delas com o CPTI.

 

 

 

 

 

Tiago Ots no CPTI

with Nenhum comentário

O CPTI realizou uma parceria com o artista plástico Tiago Ots. Como início dos trabalhos, o artista ministrou uma oficina para os educandos de grafite, com a proposta de criarem um herói e escreverem suas características, tais como: de onde vieram seus poderes, se têm família e se há algum inimigo.

Para Ots é um prazer realizar ações sociais. “Acho que a melhor maneira de mudar a nossa realidade é agindo”. O artista, que passou dois dias com o grupo, afirma que a gratificação da ação é mais do que fazer um simples desenho. “Pra mim essa ação feita criando super heróis é muito simbólica. Os super heróis somos nós que usamos nossos poderes pra ajudar o próximo”, completa.

Os desenhos serão reproduzidos por amigos do Ots e será montado um calendário dos heróis. O objetivo é arrecadar fundos para a instituição com o projeto “Doe e Ganhe” do CPTI, onde pessoas físicas podem doar e receber um brinde da instituição. Já com essa iniciativa, a entidade recebeu através de doação blocos de anotação que foram produzidos com uma das artes desenhadas pelo Tiago OTS, especialmente para o CPTI.

 

 

COPINHA 2018

with Nenhum comentário

Os dias 15, 16 e 17 de agosto foram momentos de emoção nas quadras do CPTI com a Copinha 2018. Durante os períodos da manhã e da tarde, os educandos jogaram e se “mataram” em campo para ganhar as partidas de futebol.

Neste ano, além de premiarem os melhores goleiros e artilheiros, a equipe mais unida recebeu um troféu e foi o time azul da tarde. O grupo era composto por meninos e meninas, ficou desfalcado e no último jogo restaram as últimas quatro jogadoras: Gabriele, Keitelyn, Maria Luísa e Nicole, que levaram a conquista para a casa.

O educando Isaias Souza, de 14 anos, está no CPTI desde 2013 e, pela primeira vez, além de receber a medalha de melhor artilheiro com oito gols, o seu time ganhou em 1º lugar. Para ele o que leva para os próximos anos é a união, “a amizade e jogar junto”, enfatiza o educando. Já  Keeyt Nataly Guimares Rocha, recebeu pela segunda vez a medalha de melhor goleira, a que defendeu mais gols durante toda a copinha.

A Copinha faz parte do projeto de esportes do CPTI – Movimento e Cidadania que conta com o patrocínio da empresa VLI.

 

Meu amigo grande: Resgate a leitura e a escrita

with Nenhum comentário

O CPTI realiza há anos o “Meu Amigo Grande”, que faz parte do projeto Ler a Vida, e tem como objetivo principal a troca de cartas entre educandos e colaboradores de empresas. No último semestre, a troca foi realizada pela empresa ArcelorMittal Gonvarri, parceira e patrocinadora do Projeto Allegro da instituição.

A revelação aconteceu no último dia 24 de agosto, e os educandos visitaram a empresa e conheceram os produtos que a empresa produz. De acordo com Juliana de Souza Albano, Analista de Desenvolvimento Organizacional da Gonvarri, o projeto vai além do que a empresa estima. “A iniciativa reforçou não somente o propósito da empresa: ‘Ser parte da solução para um mundo melhor’, como nos fez refletir como simples ações podem gerar um grande impacto”, conta.

Juliana, que além de recepcionar os educandos e entretê-los enquanto os amigos grandes da empresa chegavam, também teve um “pequeno” amigo do CPTI. Durante as apresentações, Elisier Elias Vicente Ribeiro, confessou que não lembrava o nome de sua amiga, sendo que era ela mesma. “Os meses de correspondência com o nosso amigo, a troca de informações, conquistas, sonhos e vida pessoal nos fez repensar sobre nossa caminhada e como podemos inspirar outras pessoas através de nossa história. Conhecer nossos amigos e ser surpreendidos por tanta delicadeza, simpatia, carinho e talento, só nos mostrou o quanto temos que aprender com eles, e não o inverso”, relata Juliana.

A colaboradora Lilian Moreira Batista da Govarri e participante do projeto, conta que quando soube da iniciativa, de imediato já se inscreveu. O ponto alto do projeto, que é a troca de cartas, traz a recordação da infância para o Amigo Grande. “Estamos na era digital onde as pessoas “perdem” tanto tempo em redes sociais, com digitações onde o próprio teclado do smartphone adivinha o que você quer escrever, ter o prazer de pegar o papel, caneta,  parar para refletir em quem vai ler, receber, e responder… Foi muito delicioso”, conta Lilian.

A visita terminou em um café da manhã e maior entrosamento entre crianças e adultos, que puderam conversar e saber mais sobre a rotina um do outro. E através do sucesso dessa edição, a próxima já está em andamento, com fila de espera para a troca de cartas tanto do CPTI, como da ArcelorMittal Gonvarri.

 

Para conferir mais fotos, clique aqui.

 

 

 

 

 

Nós na Praça com CPTI

with Nenhum comentário

No dia 25 de agosto aconteceu o evento Nós na Praça, idealizado pelo Núcleo Criativo e apoiado financeiramente pela Fundação FEAC, contou com a presença do CPTI em diversas atividades. A instituição abriu o evento com a atividade física do Centro de Convivência Inclusivo Intergeracional (CCII), orientado pela educadora Edite e fechou com a apresentação do Projeto Allegro: coral, banda e percussão.

Durante o evento, as educandas da Unidade Shalon apresentaram o Flash Mob do 18 de maio, com a música Pesadão e a coreografia de Ginga, ambas da cantora IZA. Além de apresentações, o CPTI esteve com uma barraca de oficina de biscuit, organizada pela equipe do CCII do Shalon.

Caroline Cardoso, coordenadora da Unidade Shalon do CPTI e integrante do Núcleo Criativo afirma que o evento é positivo para o território e uniu escolas e grafiteiros. “Um dia de lazer, de descontração e artístico para usuários da região, foi diferente, nunca tinha acontecido com alimentação gratuita”, comenta.

 

Como o voluntariado influencia no dia a dia de uma multinacional

with Nenhum comentário

O sucesso que temos hoje no engajamento e mobilização dos profissionais da Deloitte é resultado da proposta do Programa Inteligência Social que envolve a participação de voluntários em ações voltadas às comunidades onde seus escritórios estão situados.

Esta iniciativa reflete uma preocupação por parte da Deloitte em participar de ações que contribuam para o desenvolvimento social do País.

Há três anos, a Deloitte elegeu em Campinas o CPTI – Centro Promocional Tia Ileide como uma instituição parceira, para desenvolver atividades que vão de encontro com o nosso foco em educação, empreendedorismo e empregabilidade. Neste período, destacamos dois casos de sucesso – o Impact Day, evento mundial da empresa que mobilizou 133 profissionais e 1240 horas de trabalho voluntário na instituição e o Worldclass, proposta global da Deloitte que apoia o Projeto Metamorfose do CPTI na preparação de jovens para o mundo do trabalho, mobilizando profissionais de diversas áreas para ministrar palestras, conduzir oficinas e trocar experiências, comprovando o quão importante e essencial é estabelecer uma relação entre o segundo e terceiro setores.

O resultado desta parceria é termos hoje dentro do nosso quadro de pessoas com o seu olhar voltado para o terceiro setor e o feedback positivo de como esta proposta possibilita estar presencialmente em alguns dias e horários de trabalho contribuindo para o desenvolvimento da sociedade. Ainda agrega o sentimento de pertencimento e a vivência de uma realidade da comunidade de forma ampliada. As ações de voluntariado se tornam gratificantes e refletem no dia a dia deste profissional

Em paralelo, a instituição CPTI e a comunidade onde atua percebem o impacto significativo da presença da Deloitte e seus profissionais envolvidos em ações que fortalecem o trabalho institucional e comunitário.

Finalmente é possível constatar que, quando há respeito ao conhecimento, a experiência e os saberes de cada setor e ambos se unem em esforços para o bem-comum, conseguimos alcançar resultados de sucesso.

 

 

 

 

 

 

Juliana Toledo S. Carina

Coordenadora do Programa Inteligência Social de Campinas

Deloitte

1 2 3 4